Por que os cosplays de games estão em alta?

Cosplayers da imagem: Tomoko Cosplay e Cosplayers United

Os cosplays de filmes, animes, mangas, HQs, séries e outras mídias são há anos muito utilizados em eventos e sessões de fotos, mas recentemente houve um aumento no número de pessoa que optam por se caracterizar como personagens de jogos. Em eventos de cultura pop é comum ouvir reclamações como "não aguento mais ver tanto cosplay de LoL", ou "o evento é de anime mas quase ninguém faz cosplay de anime". 

Mesmo com o aumento do número de cosplays de jogos, não podemos esquecer que as pessoas continuam fazendo personagens de outras mídias, e enquanto o cosplay existir, acredito que isto não vá parar. Sempre terá alguém com capa da Akatsuki e bandana do Naruto no evento exclusivo de games. A parte legal do cosplay é que cada um tem seu gosto particular, e é isso que a pessoa deve transmitir.

Enumerei a seguir alguns fatores que fizeram a quantidade de cosplays de games crescerem tanto. Todos são fruto da minha opinião, se você não concorda com algo ou deseja complementar, pode comentar e expor o que achar importante.


1 - As pessoas estão jogando mais

Imagina como era comprar um console nos anos 80 e veja como é comprar um hoje. Temos muitas facilidades agora: podemos parcelar em várias vezes no cartão, pesquisar os melhores preços na internet, comprar usados de grupos de venda, variedades de consoles e lojas, enfim, as facilidades são maiores. Antigamente eram feitos até consórcios para comprar equipamentos eletrônicos como video cassetes e televisores. 

A variedade de jogos aumentou com o tempo, agradando diversos estilos. Há jogos de luta, guerra, moda, quebra-cabeças, quebrar bloquinhos de coisas e construir outras coisas... Também temos computadores mais potentes e jogos mais leves, com um computador simples você consegue jogar vários títulos.

Podemos interagir com pessoas de diversos lugares, e esta interação faz você passar mais tempo jogando. Antigamente, precisávamos ter duas pessoas no mesmo local para isso acontecer, e dependia da vontade e disponibilidade de cada uma. Agora se seu amigo não quer jogar, você pode selecionar outra pessoa disponível e iniciar sua partida.


2 - Os gráficos estão melhores

Sou do tipo de pessoa que acredita que história é muito superior ao gráfico, prefiro jogar uma boa história com quadradinhos do que algo ruim em qualidade suprema, mas não deixa de ser verdade que visualizar o personagem com uma qualidade rica em detalhes pode deixar a pessoa com mais vontade de produzir o cosplay.


3 - As empresas de jogos nos apoiam!

Aqui é o tópico mais importante, e acredito que é o que mais incentiva os cosplayers de games. Algumas editoras e produtoras também apoiam os cosplayers de animes, filmes, séries... eu mesma já apareci no manga de Fairy Tail, mas as empresas de jogos fazem isto com maior frequência, vou citar alguns exemplos que conheço:

A Ubisoft sempre está postando o trabalho de cosplayers em sua página, e já realizou concursos de fotos dos mesmos. 

Ubisoft Brasil divulgando o trabalho da cosplayer LadyAngelus

A Hi-Rez Studios sempre está divulgando os cosplayers do jogo Smite em suas redes sociais. Eles também disponibilizam kits com imagens de referências dos personagens do jogo, com todos os ângulos necessários para quem irá produzir o cosplay. No Brasil a Level Up, que gerencia o jogo, frequentemente leva modelos vestindo cosplays para as feiras e eventos que participa, mas já ouvi falar que também abriram espaços para cosplayers.

Parte do Cosplay Kit do Ah Puch - Smite 

A Konami também valoriza quem faz cosplays de jogos da empresa. Ao escrever o artigo lembrei desse maravilhoso cosplay de Ocelot (Metal Gear), que tive o prazer de ver ao vivo, e que foi notado pelo Hideo Kojima (SENPAI, ME NOTA!), game designer da empresa. Existe felicidade maior como cosplayer do que ser notada por quem trabalhou diretamente na produção do jogo que você curte?

Cosplayer: Epic Snow
Epic na página da Konami

A Riot Games, que gerencia o jogo League of Legends, possui o maior suporte aos cosplayers (levando em conta minha opinião e experiência própria), e talvez isto justifique o número elevado de cosplayers de LoL por aí. A empresa sempre está postando fotos dos cosplayers em redes sociais e em seu site, e em 2015 realizou uma coletânea de fotos com várias temáticas para serem divulgadas em uma galeria no site.

No Brasil, a empresa oferece um suporte exclusivo para os cosplayers nos campeonatos de LoL: no início de 2015 na etapa de Florianópolis do CBLoL, quem estava cadastrado podia entrar antecipadamente no evento para ter tempo de se arrumar em um camarim onde foi disponibilizado um kit com produtos para reparos e maquiagem. Havia um local para sessão de fotos, além de um tratamento especial pelos staffs e dos próprios Rioters, não importava se seu cosplay era simples ou elaborado, todos te tratavam com muito respeito e sempre perguntavam se estava tudo bem e se precisávamos de alguma ajuda. Em agosto, na final do CBLoL em São Paulo além de tudo isso, houve um concurso onde foram selecionados 9 cosplayers. Tive a maior sorte do mundo em ser selecionada, e todos nós ganhamos uma experiência única: ganhamos a viagem para o local, conhecemos o escritório da Riot, fomos extremamente bem tratados, tínhamos camarim e suporte total. Todos os 9 ganharam premiação em dinheiro, e os 2 campeões ganharam uma viagem para conhecer o escritório da Riot nos Estados Unidos. (Depois de toda essa experiência, quando vou em qualquer evento que não é oferecido nem água para nós fico até com desânimo). 

Cosplayers no CBLoL de São Paulo - 2015
Foto: Cesar Augusto / Riot Games

Fazer cosplay de personagens de um jogo que você gosta é muito bom, assim como fazer de outras mídias. É importante entender o motivo de ter uma aumento no número de cosplayers de jogos antes de julgar, e respeitar a escolha de cada um.


Compartilhe no Google Plus

Sobre Yuuki

Designer, Técnica em Informática e cosplayer desde 2009. Trabalha com costura, confecção de armaduras, acessórios e réplicas de armas.

0 comentários :

Postar um comentário